Lunara

agosto 24, 2018 Off Por urukum

Era uma vez

Uma terra dividida pelas montanhas mais altas do mundo. De um lado estava o deserto de olhos ardentes e de outro escuras florestas. Ao lado da floresta havia um pequeno povoado de casas petrificadas pelo tempo. As pessoas que lá viviam estudavam as estrelas e plantavam a terra, eram cientistas e filósofos, artistas e bailarinas e eram também contadoras de histórias.

Lunara vivia no pequeno povoado e estava sempre com os olhos no céu admirando as estrelas. Para ela, as estrelas eram filhas do sol e da lua e ao cair da noite dançavam no céu formando as constelações. Para as outras pessoas, no entanto, as estrelas eram só estrelas.

Alguns anos passaram e a pequena Lunara cresceu, igualmente seus olhos também ficaram maiores mas isso não a fez enxergar melhor, ou mais longe.

De todas as pessoas no povoado ela foi a primeira a notar o mais estranho acontecimento de todos os tempos. Certa noite, enquanto observava o céu, sentada no telhado de casa, ela percebeu que a Lua chegou um tantinho menor, como se um gigante tivesse mordido um pedaço seu. Nas noites seguintes a mordida aumentava e a lua diminuía.

Os mais velhos do povoado disseram que a Lua estava com saudades da filha. Eles contaram histórias antigas, de um tempo esquecido. Diziam que as filhas da Lua estavam entre eles. Naquele tempo as filhas passavam alguns dias na terra. Traziam presentes das estrelas e retornavam ao céu com muitas histórias para contar. Se a Lua surgia cada dia mais distante a única explicação seria uma filha perdida…

lunara capa livro